Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.
anticoncepcional dá enjoo
A ação da pílula anticoncepcional começa a acontecer já no primeiro mês de uso. Composta por hormônios femininos sintéticos (estrogênio e progestágenos), ela causa alterações no corpo da mulher que podem provocar efeitos colaterais comuns, como dor de cabeça, dor nas pernas e enjoos. Normalmente estes sintomas desaparecem após o período de adaptação, que pode ser curto ou longo. Fique atenta às reações do seu corpo com o uso do contraceptivo, faça anotações e converse com seu ginecologista.

Por que alguns anticoncepcionais tem como reação o enjoo?

Muitas mulheres sentem enjoos frequentes ao iniciar o uso da pílula, nos primeiros dias da cartela. No entanto, este efeito colateral geralmente é normalizado em até três meses, considerado um período de adaptação. Porém, em alguns casos, o incômodo continua aparecendo nos meses seguintes. Sendo assim, é necessário investigar o que está causando a rejeição à pílula. De acordo com a ginecologista Carolina Ambrogini, uma explicação para isto pode ser a intolerância gástrica aos hormônios, especialmente ao estrogênio.

Nesse caso, trocar a pílula adianta?

Depois do tempo de adaptação você continuou sentindo enjoos? Não deixe de conversar sobre isto com seu ginecologista. Talvez o contraceptivo oral não seja o mais adequado para você e, neste caso, é preciso encontrar um novo método. De acordo com a médica, trocar a pílula anticoncepcional pode não ser o suficiente para cessar os efeitos colaterais: ”Às vezes é preciso trocar a via de administração para injetável, cutâneo (adesivo), vaginal (anel), implante ou DIU”, sugere.

Veja algumas dicas para reduzir os enjoos

Uma boa estratégia para evitar os enjoos é tomar a pílula à noite ou junto com a uma das refeições do dia. Além disso, fazer o uso da pílula corretamente, sempre no mesmo horário e sem esquecimentos também diminui as chances de ter o enjoamento. Se for necessário tomar alguma medicação para reduzir o problema, consulte seu ginecologista para saber qual é o mais indicado para você.


Texto originalmente publicado no site Só Delas.

Crédito da imagem: Shutterstock.

Text Divider

2018 © Carolina Ambrogini

Desenvolvido por S2W