Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Recentemente, participei do programa Como Será?, da querida Sandra Annenberg. No encontro, batemos um papo sobre sexualidade feminina e também respondi dúvidas dos telespectadores. Falamos sobre como as mulheres não conhecem seu órgão sexual, sobre doenças sexualmente transmissíveis e também sobre a perda da libido, entre outros temas interessantes. Confira a íntegra da entrevista aqui.

Após o bate-papo, ainda respondi algumas dúvidas dos espectadores. Veja:

1 – Tomo anticoncepcional há três anos. Gostaria de saber se é normal a menstruação vir um mês normal e outros meses nem vir – pergunta enviada por Patrícia.

É perfeitamente normal, pois muitas pílulas deixam a espessura do endométrio (material que descama na menstruação) muito fina, não havendo sangue para sair. Fique tranquila, pois o sangue não está preso no útero.

2 – Quais as causas de ausência de menstruação prolongada (mais de 20 dias de atraso) excluindo a gravidez? – pergunta enviada por Vanessa.

As principais causas são hormonais, que levam a uma ausência de ovulação e se esta não ocorre, o útero não produz menstruação. Disfunções da tireóide e uso de medicamentos também devem ser investigados.

3 – Gostaria de saber se aquela injeção de três meses é segura e se ao tomar atrasada corro o risco de engravidar – pergunta enviada por Leni.

O método injetável trimestral tem menos de 0,5 % de falha, porém deve ser utilizado no intervalo de tempo correto, o uso no período inadequado pode diminuir a eficácia. Se você passou do período de uso, faça um teste de gravidez por segurança e volte a usar o método, junto com o preservativo por um mês.

4 – Gostaria de saber se a pílula anticoncepcional pode diminuir a libido sexual, pois de uns tempos para cá eu não sinto mais vontade de ter relações, e isso está prejudicando meu relacionamento. – pergunta enviada por Liza.

Todas os métodos hormonais com estrogênio (pílula, injetável, adesivo e anel vaginal) levam a uma diminuição dos níveis de testosterona, hormônio ligado ao desejo sexual, porém a grande maioria das mulheres não sentem um impacto negativo na libido. No entanto, algumas mulheres são mais sensíveis e sentem uma queda na libido. O indicado seria substituir o método por outro não hormonal como o DIU ou o preservativo. A volta da libido pode demorar três meses.

5 – Desde que comecei a ter relações sexuais nunca senti prazer. Já tentei me conhecer, mas não tem jeito. Tudo pode estar a mil maravilhas, mas eu não sinto nada. O que acontece comigo? – pergunta enviada por Stephany.

Seria interessante você se consultar com um profissional especialista em sexualidade. Todas as mulheres que sejam saudáveis estão aptas a ter orgasmo, seu bloqueio deve ser psicológico e o profissioanl ajudará você neste processo do descobrimento do prazer. As mulheres pensam muito no momento da relação e isto bloqueia as sensações prazerosas, será que não é isto que está acontecendo?

6 – Quando a diminuição da libido feminina é por um medicamento que não pode ser trocado, o que se pode fazer? – pergunta enviada por Sara.

Sempre há um jeito de contornar a situação já que a libido pode ser estimulada de diversas formas. Tente se autoerotizar lendo contos eróticos e assistindo a filmes mais picantes, vá atrás do seu desejo. Para algumas medicações, existem outras que agem como um “antídoto” para a falta de libido.

7 – Tenho 24 anos e muita libido, contudo não consigo sentir prazer com a penetração, apenas com o estimulo do clitóris. O que posso fazer para reverter essa situação? Uma vez conversei com minha antiga ginecologista sobre isso e ela pediu para procurar uma sexóloga, mas tenho muita vergonha, fico sem jeito de tratar desse tipo de assunto. – pergunta enviada por Ana.

Querida, não torne isto um problema! Praticamente 50% das mulheres não conseguem atingir o orgasmo com a penetração vaginal, mas se você consegue de outras formas, isto é o que importa. O orgasmo é um só independente da forma como é conseguido, ele não é melhor se for obtido com a penetração. O importante é sair satisfeita da relação.

8 – Gostaria de saber como aumentar a libido durante a gravidez – pergunta enviada por Alessandra.

Na gravidez os fatores hormonais podem levar a uma diminuição da libido, além disto, o corpo da mulher muda, podendo ter um impacto na autoestima. Tente se erotizar esquecendo que está grávida. O sexo na gestação é importante para a união do casal, sem falar que a fase de excitação é mais rápida, podendo levar a orgasmos mais intensos. Experimente!

9 – O que devo fazer para aumentar minha libido? – pergunta enviada por Edvania.

As mulheres tem uma atitude muito passiva com relação a sua própria sexualidade, elas não estão habituadas a se estimular sexualmente. Comece pelos contos eróticos ou livros picantes, descubra suas fantaisas sexuais, vá atrás do seu desejo ao invés de ficar esperando ele “baixar”. Momentos de namoro com o parceiro para sair da rotina também ajudam muito.

10 – Estou tentando engravidar há oito meses e não consegui. Tive diagnóstico de ovários policísticos e inflamação nas trompas. O médico disse que isso não me atrapalharia e iria receitar indutor de ovulação. Você acha que devo tratar essa inflamação e os ovários antes de tentar uma gravidez? – pergunta enviada por Rosane.

Difícil dizer sem ver seus exames. As inflamações nas tubas são difíceis de serem diagnosticadas e levam a uma obstrução das mesmas. Você deve fazer um exame chamado de histerossalpingografia para saber se elas estão abertas, se estiverem, vale induzir a ovulação, mas se estiverem fechadas, terá que partir para uma fertilização assistida.

11 – Tenho 22 anos, estou casada há 2 meses. Sempre que tenho uma relação com meu marido sinto vontade de urinar mesmo que tenha acabado de ir ao banheiro. Fiz exame de urina recentemente e não tenho infecção. E também não consigo atingir o orgasmo. Será que tenho algum problema? – pergunta enviada por Jessica.

Jéssica, você deve ter a uretra (canal por onde sai a urina) mais próxima da entrada vaginal, por isto deve ter esta sensação durante a relação e a vontade de urinar acaba te distraindo da excitação. Use o lubrificante vaginal para o atrito ser menor e não dê bola para a vontade de urinar, se você se envolver nas sensações prazerosas, nem vai perceber mais esta vontade e começará a ter prazer.

12 – Por que o HPV 16 e 18 são mais ontogênicos? – pergunta enviada por Thatiane.

Eles tem maior capacidade de alterar o DNA das células levando-as a se multiplicarem desordenadamente, levando as lesões pré-malignas que, se não forem tratadas, podem evoluir para o câncer de colo de útero.

13 – Uma vez com HPV sempre terei HPV? – pergunta enviada por Josefa.

De forma alguma! Isto é mito! Na maioria das vezes, se a imunidade estiver boa, o próprio organismo combate o vírus, havendo cura espontânea por volta de dois anos de infecção. Até lá, não deixe de acompanhar com seu médico.

14 – Gostaria de saber se há cura para candidíase. Já fiz tratamento com medicamentos até de seis meses seguidos e esta doença volta. Qual a causa? – pergunta enviada por Marilda.

A cândida é um fungo que faz parte da flora vaginal, porém, vive em harmonia com os outros microorganismos. Quando há um desequilíbrio destes, principalmente dos lactobacilos, o fungo também se prolifera além do esperado, isto também ocorre quando a imunidade está baixa. Como no seu caso a cândida está recorrente, mesmo com tratamento prolongado, seria importante fazer um diagnóstico diferencial com outras causas de coceiras, como reações alérgicas e se for mesmo confirmado a cândida, fazer um exame chamado antifungigrama para ver qual o melhor medicamento para tratar o fungo, pois ele pode ter resistência aos medicamentos mais tradicionais. Usar sempre roupa íntima com algodão e roupas arejadas também ajudam.

15 – O que fazer quando a candidíase se torna frequente todos os meses no período que antecede a menstruação? – pergunta enviada por Flavia.

Será preciso tratar por um período mais prolongado, de forma profilática, geralmente com medicamentos por via oral. Se você usa pílula, ela também pode ser a causadora, sendo importante a troca.

16 – É possível descobrir a causa da menopausa precoce? – pergunta enviada por Andreia.

Se você é saudável, ou seja, não precisou fazer nenhuma cirurgia que comprometesse os ovários ou não usa nenhuma medicação como corticóides e quimioterápicos, a principal causa é a genética. Mesmo que você não tenha parentes que tenham entrado precocemente na menopausa, o DNA das suas células pode ter sofrido uma mutação gerando a menopausa precoce.

17 – Entrei na menopausa aos 49 anos, tirei meu útero e mioma. Desde então me sinto sem animo para o sexo. O que posso fazer? – pergunta enviada por Leila.

Com esta idade, a principal causa é um distúrbio hormonal da peri-menopausa e não pela retirada do útero, ele não interfere em nada na sexualidade. Se não houverem contraindicações, você pode fazer a reposição hormonal. Em baixas doses, ela é segura e melhora muito a qualidade de vida da mulher.

18 – As vaginas podem ser mais curtas que o tamanho dos pênis? No ato, pode ter o envolvimento de órgãos próximos, como a bexiga? – pergunta enviada por Priscila.

Podem ser mais curtas sim, pois existem variações anatômicas, porém, ela se alonga na excitação vaginal, pois o útero se desloca para frente. Se você está tendo dores na relação, peça para seu parceiro introduzir apenas uma parte do pênis e tente perceber se não há uma contração dos músculos ao redor da vagina, pois eles podem estar tensos e dar a sensação que a vagina está pequena.

19 – Gostaria de saber por que acontece de entrar ar na vagina durante a relação sexual. Estou sofrendo com isso, o que está diminuindo minha libido, pois me sinto constrangida por conta do barulho. – pergunta enviada por Valdirene.

Pode acontecer se os músculos ao redor da vagina estiverem fracos, premitindo a entrada do ar. Pode acontecer também nas mulheres que tiveram alguns partos normais, deixando a vagina mais larga. Você pode exercitar esta musculatura contarindo-a e relaxando várias vezes ao dia, todos os dias, assim os músculos ficarão mais fortes. Até as sensações de prazer irão aumentar. Caso não consiga fazer sozinha ou o problema persista, procure uma fisioterapeuta especializada em saúde da mulher.

20 – Qual a melhor composição de hormônios de anticoncepcional para não engordar? – pergunta enviada por Elaine.

Não existe melhor composição hormonal para não engordar. Cada mulher reage de forma diferente aos hormônios. Além disto, hoje as pílulas têm baixas dosagens hormonais com pouco ou nenhum impacto no peso.

21 – De uns tempos pra cá, toda vez que vou ter relações com meu esposo me sinto seca, ressecada. Não sei o que pode ser. Só esse ano já fiz prevenção duas vezes e, graças a Deus, não tenho nada, só um pouco de corrimento devido ao fato de que ando muito de moto e uso muito calca. Me diga o que pode ser – pergunta enviada por Elck.

A secura vaginal tem a ver com duas coisas: hormônios e estímulos excitatórios. Se a mulher tem alguma deficiência hormonal, como na época da menopausa ou amamentação, a vagina pode ficar mais seca. Porém, a causa mais comum é a falta de estímulos adequados, como por exemplo, nas preliminares. As mulheres precisam de mais estímulos que os homens e reagem bem a novidades na cama. Você também pode procurar apimentar a relação com algum brinquedinho erótico para sair da rotina.

22 – Minha esposa tem a vagina sempre “seca”. É necessário o uso de gel cada vez que fazemos amor. O que pode ser feito para resolver isso? – pergunta enviada por Leo.

Será que ela não tem diminuição de desejo? Procure estimulá-la de diferentes formas, proporcione momentos a dois e seja mais encantador do que nunca. O sexo para a mulher começa muito antes, no romantismo, nas brincadeiras eróticas… Outra dica: capriche no sexo oral.

23 – Gostaria de saber mais sobre esse remédio para ajudar a mulher a melhorar na hora do sexo – pergunta enviada por Maria.

Ele vai agir no sistema nervoso central, estimulando uma substância que aumenta o desejo sexual, é de uso diário e demora algumas semanas para começar a agir. De qualquer forma, ainda não está sendo comercializado.

24 – Gostaria de saber mais sobre sexualidade – pergunta enviada por Luis

Ótimo, é sempre bom! Pesquise e leia mais sobre o assunto. Existem muitos livros educativos e informativos disponíveis de autores estrangeiros e nacionais. Alguns programas na televisão também tratam do assunto.

Fonte: Como Será?

Foto: TV Globo/Divulgação

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp