Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Olá Carolina, tenho uma dúvida. Na verdade já perguntei ao meu ginecologista, mas acho que não entendi direito ainda. 
Há uns 4 anos atrás peguei HPV de um rapaz com quem eu me relacionei. Tive umas bolinhas externamente, ao redor da vagina. Meu medico me receitou uma solução manipulada pra passar em cima das bolinhas, que iriam queimá-las, e queimou. Os exames de Papanicolau que periodicamente faço desde então nunca deram nada. Há pouco mais de 1 ano comecei a ter relações com meu noivo. Apesar de termos contato íntimo normal, nunca tivemos penetração sem camisinha (eu não tomava anticoncepcional antes, há 1 mês estou tomando, mas como estou me adaptando ainda, estamos mantendo o preservativo por enquanto como contraceptivo).
As dúvidas que surgem são… Tirando a camisinha, muda alguma coisa quanto ao HPV? Quais os riscos dele pegar HPV de mim? O HPV que tive foi queimado, ele pode reincidir? É só se o HPV reincidir que tem risco de ser transmitido pra ele? Como eu tive HPV na pele externa, qual o risco de eu ter esse HPV no colo do útero (que é quando tem risco de virar câncer, certo?). Seria o caso de imuniza-lo para que ele não pegue? 
E por último, quais os problemas que o HPV pode causar no homem e na mulher que contraem o vírus.


Resposta: 
Olá, estas dúvidas sobre HPV são bem comuns! Na maioria dos casos, acaba havendo cura espontânea do HPV por volta de três anos de infecção. Você pode fazer um exame que detecta a presença do HPV nos genitais externos e no colo do útero, também dá para saber se o seu HPV é de alto ou baixo risco para o desenvolvimento do câncer de colo de útero.
O HPV que causa as verrugas genitais é de baixo risco para o desenvolvimento do Câncer de colo de útero, mas geralmente está associado ao de alto risco. 
Se você não teve mais verrugas desde aquela época, é possível que não tenha mais o HPV ou que ele esteja latente. Só mesmo fazendo o exame para saber (se chama Captura híbrida ou genotipagem para HPV).
Na hipótese de ainda ter o HPV, provavelmente seu noivo já entrou em contato com ele, porque este vírus é altamente transmissível e pode passar com o contato pele com pele, o uso do preservativo não protege totalmente. Para o homem, o HPV de baixo risco pode causar verrugas também, o de alto risco pode aumentar o risco de câncer de garganta para quem pratica o sexo oral.
A vacina é indicada para você, pois protege contra outros tipos de HPV mais prevalentes e protege contra re-infecções. Seu noivo também pode se vacinar se quiser, mas, como falei, se você ainda estiver com o vírus, ele provavelmente já entrou em contato. 
Não se preocupe muito com este histórico, mas aconselho os dois a fazerem exames para outras DSTs antes de abandonarem o uso do preservativo.

Vírus HPV


Leia mais sobre HPV neste Post.
Boa sorte!

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp