Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Queridas…..que saudade!!

Não me matem, estava de férias e férias são feitas pra gente se desligar. Turn off. E foi o que eu fiz.
Devo confessar que nos primeiros dias, fiquei com minhas mãozinhas sedentas por um teclado. Tudo estava tão lindo que as idéias pipocavam e eu queria dividí-las com vocês, mas daí quando fui ver o preço da internet, logo desisti…Desculpem, não sou rica…
Mas as idéias, ah estas continuam aqui. Principalmente, porque fui para um lugar, ou melhor, lugares, bem distantes. Bem do jeito que eu gosto. Me perdi pelo mundo. E com crianças…numa grande aventura!
Parte da viagem foi feita pelo mar. Sim, navegamos por 7 dias. Como isto me marcou. As paisagens eram lindas e em constante transformação. Cada dia era uma incógnita e ficávamos na expectativa de como iria ser determinado lugar.
Bem diferente de ir para um resort, por exemplo, onde você chega e em dois dias,já desvendou o lugar. Daí é só ficar na cadeira de praia, torrando no sol , isto se você não tem filhos pequenos, é claro. Boring, mas perfeito para descansar. A questão é que sou um tanto inquieta…
À bordo de um navio, tudo vai se transformando. E a cada porto, uma nova emoção.
Pensei muito nos navegadores dos tempos remotos. Pensei na coragem deles. Sair sem rumo certo, sem saber se irião chegar em algum lugar. Enfrentar o mar, seus mistérios.
Pensei em Amir Klink. Li todos os seus livros, alias, os recomendo, e sabia que existia algo mais do que o seu instinto aventureiro. O mar é fascinante… Já falei da minha relação com ele aqui.

Amir, contemplando o mar

Á noite, da minha varanda, ficava observando o céu repleto de estrelas e a imensidão do mar negro, num horizonte sem fim. E as pequenas ondas que o navio provocava ao navegar. Pura contemplação, quase uma meditação. Consegui entender Amir. Não teria um décimo da sua coragem, mas não o considero um louco desvairado.
Adorei ser um pontinho no meio do nada. E a minha mente se desligou, sem celular, sem internet, sem notícias, numa espécie de redoma flutuante.
E as criança? Adoraram, é claro. Tinham várias piscinas, então estava tudo certo. Porque criança gosta mesmo é de piscina. Pode ter o melhor clube kids do mundo, piscina é sempre piscina. Super recomendo para quem tem crianças de todas as idades, tem todo a infra de um resort. Mesmo descendo em todos os portos, deu tudo certo!
Bom, por hoje é só, porque a casa está naquela bagunça de quem chega de viagem com milhões de malas e coisas jogadas por todos os cantos.
Espero que você tenha tido o melhor Natal do mundo. O meu foi calmo, com o frisson dos presentes, papai noel, etc….mas calmo, porque assim eu me sentia.
Bis, volto depois com mais sobre as ferias.

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp