Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Qual a Cor do Amor?
(Cazuza) – 1989

Primeiro é o beijo
Quente, procurado
A língua procurando a outra
E vendo se a boca combina
Se combina o beijo
Meio caminho andado

Depois é a pele
Se a textura vale
O pêlo com pêlo
Ou o pêlo com o seu pêlo
Ou os pêlos com meu pêlo
Ou o medo

Depois o cheiro
Um procura no outro
O cheiro de colônia ou
O Cheiro de prazer
E os dois se embriagam
Ou vão até o banheiro

Depois a cor
O amor tem cor?
Cada amor tem uma cor
Cada beijo tem uma cor
Cor de caramelo doce
Cor de madrugada fria





Não é espetacular , após tantos anos sem Cazuza, uma nova música dele? E que letra linda! Totalmente sensual, direta, lírica e verdadeira. Como o poeta sabe expressar todos as sensações do Desejo pulsante por uma nova paixão! 

E não é maravilhoso ter todos os sentidos aguçados por um amor novo? Quem se esquece da sensação de friozinho na barriga, de  arrepio, do cheiro, do tesão louco…Só ele mesmo para colocar em palavras a “química”entre duas pessoas que faz tudo ficar  colorido e a vida ter mais graça.
Na nova edição do Premio Musique ( neste prêmio, é fornecida a letra de algum compositor famoso e vence quem cria a melhor melodia para a letra), esta letra de Cazuza foi musicada por Sergio Bello e virou uma Bossa… Adorei! Vale a pena conferir!

 Para quem ainda não leu, recomendo o livro de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, “Só as mães são felizes”. Conta toda a vida de Cazuza sob a ótica da sua mãe e  também a superação dela pela perda de seu único filho. Ótimo livro!

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp