Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Queridas, longe de mim criticar ou levantar polêmica em torno da questão. Tenho uma regra essencial na minha profissão como médica: respeitar a paciente acima de tudo. No entanto, me pergunto por que, apesar de gostar tanto de fazer parto normal, a maioria das minhas grávidas prefere a cesárea. Acho que tenho algumas respostas:
– Primeiro, a cultura da brasileira. Aqui a cesárea é vista como opção e praticada amplamente nas instituições privadas (mais ou menos 75% dos partos). Em outros países, ela é vista como exceção, só é feita em casos específicos. O parto normal é sempre a primeira escolha e isto não é posto em discussão.

– Medo da dor. Muitas mulheres ficam ansiosas só de pensar na dor do parto, criou-se uma fobia coletiva. Dói? Sim, dói (já passei por isto duas vezes), mas tem anestesia (Benção!) e tudo pode ser amenizado.

– Medo de que a vagina fique larga. Esta razão não é muito falada, mas sei que é o temor de muitas.  Pode acontecer? Sim, mas somente se o bebê for muito grande (>4kgs) ou a mulher tiver muitos partos normais e  uma tendência para isto. Tive dois normais e não senti nenhuma diferença.

– Acham a cesárea mais segura. Na verdade, se formos levar em consideração as estatísticas, a cesárea oferece mais riscos (sangramento, infecção, desconforto respiratório do recèm-nascido). Porém, tanto médicos como pacientes sentem mais segurança no procedimento e nisto eu concordo. Na cesárea, a situação parece estar mais nas nossas mãos, “sob controle”. No parto normal, uma série de coisas tem que acontecer que estão fora da ação do médico ou da paciente (ex: o bebê tem que descer, ficar na posição correta, as contrações tem que ser coordenadas, etc). As variáveis são maiores, porém esquecemos de uma coisa muito importante: a natureza é sabia! Tudo corre bem na maioria das vezes! O parto normal é fisiológico!

– A cesárea é mais prática. Sim, é verdade! Dá pra marcar horário, convidar as pessoas que assistem o nascimento pelo “vidro” (em Sampa a maioria das maternidades tem um vidro na sala em que os familiares podem acompanhar o parto). Ninguém tem que sair correndo, no meio do trânsito ou de noite. Isto gera menos ansiedade.

– Outro fator é a espera. Esta é uma razão porque muitas desistem do Parto normal, porque este só acontece quando o bebê decide que é hora de nascer! E muitos gostam de ficar na barriga e só vão nascer perto das 40 semanas. E esta espera gera ansiedade! Medo de passar da época, de acontecer alguma coisa inesperada,  neuras infinitas que passam pelas cabeças dos casais (e sempre tem alguém pra contar uma história trágica). Quem quer ter parto normal, tem que ser tranquila e respeitar a “hora” do bebê e confiar no médico.
Enfim, estas são as principais razões e eu respeito. Não acho que a mulher é pior mãe porque optou pela cesárea, de jeito nenhum! No entanto, gostaria de falar de uma experiência de vida incrível que é passar por todo o processo. Uma sensação fantástica de conexão com a nossa natureza de fêmeas!
Mas isto é assunto para muitos outros posts!
Bom Domingo!

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp