Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.
odor diferente na minha calcinha
Assim como outras partes do corpo, a região íntima também tem glândulas de gordura e transpira. Por isso, depois de um longo dia, é comum o suor produzir um odor na calcinha. Mas é importante saber diferenciar quando esse cheiro pode representar algo errado com a região íntima. Entenda a diferença!

Mau cheiro pode ter relação com infecções vaginais

Segundo a ginecologista Carolina Ambrogini, nos dias mais quentes, é comum notar um odor na região genital, mas este cheiro é característico de suor. Por outro lado, também pode ter origem em uma infecção vaginal que ainda não foi diagnosticada. “Quando há uma infecção, pode haver odor desagradável também, mas normalmente ele é parecido com odor de peixe podre, que se intensifica após as relações sexuais e no período menstrual e pode vir acompanhado de corrimento”, diz.

De acordo com a especialista, infecções acontecem por conta de alterações da flora vaginal: “Quando os lactobacilos, principais componentes da flora, diminuem sua quantidade e outras  bactérias crescem a mais. Pode acontecer após uso de antibiótico, queda da imunidade, pós-diarréia ou por simples alterações da flora vaginal”, esclarece.

Nesse caso, é preciso consultar sua ginecologista para fazer exames e verificar se o odor está representando alguma infecção. Enquanto isso, produtos que prometem mascarar o cheiro devem ser evitados, pois podem atrasar o diagnóstico e o tratamento, podendo intensificar a infecção.

Soluções práticas para o dia a dia

Depois que o ginecologista descartar a possibilidade de alguma doença, e mesmo assim o mau cheiro continuar, você pode buscar soluções mais práticas para lidar com o dor na calcinha. Segundo a ginecologista, existem desodorantes próprios para a região genital e protetores diários respiráveis, que absorvem a umidade excessiva do suor e neutralizam odores. Lembrando que é necessário fazer algumas trocas do protetor ao longo do dia.


Matéria publicada originalmente no site Só Delas.

Crédito da imagem: Shutterstock

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp