Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.
Queridas, este ano percebi que ainda não apimentei muito o Blog.
Estava de férias do Projeto Afrodite (ambulatório de sexualidade feminina da UNIFESP que coordeno)e este assunto estava um pouco esquecido por aqui (mas só por aqui, hein!).
Mas ontem o ano definitivamente começou para nós lá no ambulatório. Casa lotada! E sexo não me sai da cabeça. Ainda mais hoje com a partida de Wando…
Então mãos a obra: Vocês já ouviram falar sobre a regra dos dois Fs? São duas palavrinhas essenciais para o prazer feminino: Fantasia e Fricção.
Amores, fantasiar é vital para o sexo! Ainda mais numa relação estável. No auge da paixão, não precisa de nada, só o cheiro da pessoa já te enlouquece. Mas à medida que este cheiro vai se tornando familiar demais, a cabeça tem que começar a funcionar. E para isto, nós mulheres, temos que ser mais ativas.
Não vai achando que assim, do nada, você vai ter um pensamento erótico. Não somos homens, a “coisa”não brota tão fácil. Se você estiver ovulando e passar perto de um bonitão, pode até ser…Se não estiver com sorte, tem que aproveitar cada detalhe do seu dia para “pensar naquilo”. Não fica esperando vir não, vai atrás!
E tudo pode ser estímulo: música, filme, vitrine de shopping (sessão de lingeries, sapatos, etc), banca de revistas ( a revista Nova tem o clube do conto erótico), livros… Todos estes estímulos vão te fazer pensar em sexo e servirão como um arsenal para você utilizar na hora H.
Na transa, você não fica pensando em assuntos diversos, como o capítulo da novela que está perdendo ou na depilação que está passada, NÃO É MESMO? Ah, bom! Se puder dividir com seu parceiro a sua fantasia, ótimo, delícia. Sintonia pura.
No entanto, se a sua fantasia envolver o Brad Pitt ou qualquer outro gato, em HIPÓTESE ALGUMA REVELE! Você não iria gostar de saber que seu marido pensou algumas vezes no traseiro da fulana da última capa da Sexy, né? No entanto, saiba que estes pensamentos são perfeitamente normais, não se culpe e se jogue nos braços do seu Brad imaginário. Na imaginação pode tudo!
O que é que tem pensar nele de vez em quando?
Ou vocês acham que eles NUNCA pensaram na Jolie?
Se na hora, o tesão estiver difícil de aparecer, procure na memória uma transa incrível ou uma fantasia que funcionou da última vez e se atenha naquilo. Nada de ficar reparando nas cortinas do quarto que estão precisando ser trocadas. FOCO, CONCENTRAÇÃO!!

E a Fricção? Precisa falar que se os estímulos forem totalmente errados, a máquina não liga?
Querida, para isto, você precisa se conhecer. Não vá jogar toda a responsabilidae do serviço nas costas do moço. Vá dando dicas, sutilmente. Homem gosta de achar que é bom de cama, que sabe tudo. Não tira isto dele, coitado! Muito jogo de cintura nesta hora.
Nós temos um botãozinho mágico, feito exclusivamente para o prazer, o clitóris. Tenha intimidade com ele, saiba que intensidade e frequencia de fricção você gosta. Dê as coordenadas do ritmo, mexa a sua pelve. Peça calma se for o caso.
Muitas mulheres tem dificuldade de obter o orgasmo porque perdem o timing ou precisam de mais estímulos. O momento certo da penetração é aquele em que você está bem excitada, isto é, com muita lubrificação. A vagina chega a latejar.
Se você não consegue se excitar podem ser três coisas: falta de imaginação (muitas mulheres não se permitem fantasiar ou não tem recursos internos para tal), falta de estímulos ou bloqueios diversos (neuras mesmo).
E uma boa posição é tudo! Ajuda muuuuuito se o clitóris for friccionado ou com a pelve do parceiro ou com a mão mesmo.
Não tem orgasmo com a penetração? Absolutamente normal. Ter uma relação prazerosa é o que importa. Se foi antes, depois, múltiplos…
Saiu satisfeita? Então tá tudo certo!
Acho que falei demais hoje…
Bjs

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp