Open/Close Menu Site da Dra. Carolina Ambrogini, Ginecologista e Obstetra em São Paulo - SP, Especialista em Saúde Feminina e Sexualidade, consultório na Vila Olímpia.

Aquelas cenas de novela e de cinema em que o casal “grávido” sai em disparada para a maternidade após uma contração daquelas em que a gestante não consegue nem respirar só reforçam um mito: o de que a maioria acontece rapidamente, muitas vezes no meio do caminho para o hospital… Claro que não podemos generalizar, cada gravidez é única. Mas fique sabendo que, quando é o primeiro filho, ele demora oito horas em média. Mas como saber se o bebê já vai nascer?

Conheça alguns sinais!

1 – O danado do bebê começa a demonstrar que quer sair bem antes. Por volta de quinze dias antes do parto, ocorre a perda do “tampão”. Esse é o nome dado ao muco que veda o colo do útero (ou seja, a parte inferior do órgão) para proteger o bebê de microorganismos. Quando o útero começa a se dilatar, essa membrana se desprende e literalmente cai pelo canal vaginal. Você vai notar uma espécie de catarro avermelhado na calcinha, mas não é sangramento. De qualquer forma, avise o seu obstetra e se prepare!

2 – O colo do útero começa a afinar e a dilatar à medida que o grande dia se aproxima. Mas isso é algo que só o médico consegue perceber pelo exame de toque realizado nas consultas do pré-natal.

3 – Sabe aquela história de que a barriga “desce”? Isso acontece quando o bebê se encaixa, ou seja, o trabalho de parto pode começar a qualquer momento.

4 – A famosa bolsa que envolve o bebê dentro do útero, onde ele flutua envolvido pelo líquido amniótico (pelo menos enquanto houver espaço!), é chamada de saco gestacional. Ela protege o bebê contra infecções, entre outras funções. E, como você sabe, é a bolsa que se rompe quando a hora do parto se aproxima – em alguns casos, mesmo que a gestante não tenha contrações ainda. Por causa de sua relevância, caso ela se rompa, a grávida deve ir para a maternidade assim que possível (sim, dá tempo de tomar uma ducha e pegar a mala).

5 – Esse confunde muitas grávidas: contrações. A grávida já sente o útero contrair desde o quinto mês da gestação. Mas as chamadas contrações de treinamento (ou Braxton-Hicks) são indolores e irregulares. As que antecedem o parto, entretanto, aparecem em intervalos regulares, que ficam cada vez mais curtos, e se intensificam. Ou seja, as primeiras surgem a cada uma hora e duram uns 15, 20 segundos. Depois o espaço entre elas diminui para 30, 15 minutos… até chegar a três ou quatro contrações (que duram uns 40 segundos) em dez minutos. Em geral, é nesse momento que os obstetras recomendam que a grávida de primeira viagem (pois o segundo nascem mais rápido) vá para a maternidade. Respira fundo!

2020 © Carolina Ambrogini

Website gerenciado por Meu Consultório Digital

Siga-me nas redes sociais
InstagramWhatsApp